O Núcleo

O Núcleo de Cálculos Especiais é uma empresa de Engenharia especializada em Cálculo Estrutural e Simulação. Utiliza os recursos de CAE (Computer Aided Engineering), em particular o Método dos Elementos Finitos, nas aplicações de cálculo de tensões, deformações, Análises Dinâmicas, Análises não Lineares e Fadiga. O NCE executa também suporte e orientação de testes experimentais, baseados nas previsões efetuadas pelos protótipos virtuais.

Nossa empresa agrega aproximadamente 40 anos de experiência no desenvolvimento de novas configurações de projeto, análise e correção de falhas em estruturas e componentes.

Portanto, o NCE é a mais experiente empresa brasileira em serviços, treinamentos e transferência de tecnologia CAE. Além disso, atua como suporte técnico, otimizando, ao máximo, a utilização do software de análise através da aplicação da teoria e do conceito.

Quem Somos

O NCE conta com Engenheiros, Mestrandos e Doutores de diversas áreas da engenharia para levar à sua empresa soluções eficazes e confiáveis. Estamos diretamente ligados ao desenvolvimento de projetos de Energia Limpa, como Geradores Eólicos; Cálculo Estrutural, por intermédio da análise de falhas para correção e otimização de componentes; entre outros. Além de contribuir fortemente para a formação de novos engenheiros, patrocinando e incentivando membros de projetos de Extensão das Universidades brasileiras.

Com um portfólio de sucesso, os profissionais que compõem este time compartilham dos mesmos princípios e valores, tornando o NCE – Núcleo de Cálculos Especiais – uma das mais sérias e confiáveis empresas do setor.

Conheça os engenheiros responsáveis pela gestão do NCE:

Missão

Atuar no ramo da Engenharia Estrutural, com forte presença no setor de P&D, a fim de levar a nossos clientes o que há de mais tecnológico e avançado nesse segmento.

Visão

O Núcleo ambiciona manter-se como referência no mercado de cálculos estruturais mecânicos e P&D, reconhecido por sua seriedade, confiabilidade, competência técnica e contribuição para o desenvolvimento do Brasil e do mundo.

Valores

Prezando pela ética e respeito, o NCE acredita que, somente com muita dedicação e seriedade, podem-se desenvolver projetos de responsabilidade com máxima eficiência, gerando sempre os melhores resultados para seus clientes. Isso faz parte da história da empresa que agrega 40 anos de experiência em CAE.

Um pouco da nossa história

A rigor, a história do NCE começou na década de 70, quando o seu fundador e atual Diretor Geral, Prof. Dr. Avelino Alves Filho, começou a trabalhar com Elementos Finitos nas aplicações em Estruturas de Navios e Oceânicas.

Ainda não estavam disponíveis os recursos da computação gráfica como auxílio à chamada Tecnologia CAE . Nesse período, os Modelos em Elementos Finitos eram gerados no papel – à mão – para posterior digitação e preparação de dados de entrada em cartões para processamento em computadores de grande porte. Desde esse período até hoje, com a “evolução” dos atuais recursos da computação gráfica – que temos utilizado intensamente, tivemos a felicidade de trabalhar com aplicação práticado Método que incluem Estruturas Oceânicas, Navios, Veículos Rodoviários e Ferroviários, Componentes Mecânicos e diversas aplicações da Mecânica Estrutural. Entretanto, é notá­vel que, apesar das facilidades gráficas introduzidas, a essência do Método continua a mesma.

Na década de 1970, não existiam recursos visuais que pudessem vender a imagem da Tecnologia CAE como uma ferramenta mágica, e o engenheiro utilizava o Método dos Elementos Finitos ciente de que a sua utilização era apoiada em uma base conceitual. Devido a apelos de marketing, as facilidades gráficas disponíveis levaram, muitas vezes, à apologia de que a aprendizagem dos comandos do programa é suficiente para a solução da maior parte dos problemas de engenharia, criando uma cultura mais voltada para a forma do que para a essência da solução dos problemas. Muitas decepções no uso dessa ferramenta de análise decorreram desse enfoque equivocado. As formas, os processos de “conversar” com os programas se modificam, mas a essência; os conceitos permanecem.

É interessante comparar esse uso equivocado com o caso fictício de um paciente que vai a um consultório e o médico sugere que não entende muito daquele assunto, mas tem um software de medicina: basta digitar os sintomas que a resposta do seu problema e os remédios já são obtidos como “saída” do programa. O paciente, se tiver juízo, levanta e sai correndo do consultório. Não há motivo para supor que na área de engenharia de simulação seja diferente, embora haja “pacientes” que acreditem nessa falácia, e “médicos” que a vendam.

Um dos pontos mais importantes que contribui comprovadamente para o sucesso e progresso no uso dos recursos de CAE, e que tivemos a oportunidade de verificar nesses anos trabalhando na área, está relacionado aos conceitos fundamentais obrigatórios na utilização da tecnologia CAE.

As formas e os processos dos quais o usuário dispõe para definir os modelos no computador surgem e morrem; podem ser mais rápidos a cada dia, em função das tecnologias gráficas cada vez mais poderosas. No entanto, é importante observar, sempre que dispuser de uma ferramenta gráfica poderosa mas sem base conceitual que pode ser o caminho mais rápido para obter uma resposta errada.

Por isso, o NCE mantém a sua essência desde as suas ações pioneiras agregadas na década de 70 no uso do CAE. O NCE faz parte da história do uso do CAE no Brasil.

Questões Fundamentais do CAE

CAE. Métodos dos Elementos Finitos

TRABALHE E APRENDA COM QUEM USA NA PRÁTICA.

Enfoque na metodologia de engenharia

A experiência adquirida pelo NCE na aplicação de recursos da Tecnologia CAE advém de sua utilização como ferramenta de engenharia. Com ela se torna mandatória a definição de Etapas e Fases de um Projeto, e não apenas em um contexto de demonstração de vendas de software, em que são mais valorizados os aspectos visuais do que conceituais da Metodologia.

Essa visão de abordagem dos problemas de engenharia foi consolidada desde as primeiras aplicações do MEF pela equipe, no início da década de 70, pois, já que não existiam recursos visuais que pudessem vender a imagem da Tecnologia CAE como uma ferramenta mágica, o engenheiro utilizava o Método dos Elementos Finitos, ciente de que a sua utilização deve ser feita pelo estabelecimento de um Procedimento.

Geral de Análise, fundamentado no que se pode chamar de Critério de Projeto

Neste, todas as hipóteses formuladas para a concepção do modelo de cálculo relativa a cargas, condições de contorno, propriedades mecânicas do material, geometria da estrutura etc. Devem ser objetivamente estabelecidas, servindo como embasamento para delicada tarefa de interpretação dos resultados, de sorte a oferecer subsídios à consecução do objetivo determinado.

Visão do NCE em relação ao método

Portanto, de acordo com a nossa abordagem dos problemas de engenharia, o NCE tem adotado como filosofia:

SE O ENGENHEIRO NÃO SABE MODELAR O PROBLEMA SEM TER O COMPUTADOR, ELE NÃO DEVE FAZÊ-LO TENDO O COMPUTADOR.

Essa visão da Aplicação CAE refletiu-se nos Programas de Treinamento e Implantação de Tecnologia CAE por parte do NCE em Empresas de grande porte no Brasil.

Desde o início, o NCE procurou destacar a formação conceitual do Método, criando recursos didáticos para a transferência desses conhecimentos em níveis de aprofundamento compatíveis com a utilização desse recurso. Decisões de engenharia não se terceirizam com softwares. Essa é a função do analista. O NCE ensina como abordar os problemas dessa forma. Puro conceito, Mentalidade e alicerce da empresa.

O NCE, com grande experiência e inúmeros casos de sucesso, sempre propõe a base conceitual na implantação da Tecnologia CAE. O software consolida essa abordagem. Aprender manipular softwares sem conceitos gera dificuldades e insucessos e, na prática, pode constituir uma temeridade.

Depoimentos